// Enredo

 

GRÊMIO GAVIÕES DA FIEL TORCIDA

APRESENTA:

NO JOGO ENIGMÁTICO DAS CARTAS, DESVENDEM OS MISTÉRIOS E FAÇAM SUAS APOSTAS, POIS A SORTE ESTÁ LANÇADA!

 

1º SETOR

                                                 JOGADAS DE MESTRE

                                                                      

2º SETOR

NAS CARTAS - O FUTURO

 

3º SETOR

AS CARTAS NA ARTE E NA FICÇÃO - EM CARTAZ UM ESPETÁCULO MÁGICO.

 

4º SETOR

OUTRA FACE DO BARALHO - O MACABRO

 

5º SETOR

A GRANDE CARTADA - FAÇAM SUAS APOSTAS

Presidente: Wagner Costa

Vice-Presidente: Rodrigo Fonseca

Comissão de Carnaval: Igor Carneiro, Fábio Lima (Rhan), Márcio Souza, Regina Dercoli, Milton Lopes, Ricardo Amorim

Carnavalesco: Zilkson Reis

Pesquisa e texto: Ailson Cursino e Zilkson Reis

 

Abertura - Carnaval 2015

 

 

            Sob a energia que emana da Fiel Torcida, renasce a luz mágica do carnaval renovando a paixão, o amor e o fascínio de mais uma vez fazer parte desse grande espetáculo da Terra.  Neste ano de 2015 a Gaviões da Fiel Torcida desvendará na avenida o enigmático universo do baralho.

            E como num passe de mágica, o baralho, popular jogo de cartas, há séculos, conquistou o mundo e transfigurou-se numa inesgotável fonte de entretenimento e sabedoria popular. Visto por muitos como apenas divertimento, ele vai além do que possamos imaginar. Sua simbologia carregada de mistérios, segredos e enigmas pode nos proporcionar momentos de  prazer,  êxtase, alegria, auto-estima, entusiasmo e respeito, assim como também pode nos mostrar sua outra face, o seu lado negro, o desconhecido, o diabólico. É o mundo globalizado conectado no passado, presente e futuro revelado em suas cartas.  

            Das suas aventuras e por onde se disseminou , o baralho metamorfoseou-se, formatou-se, adaptando-se ao cotidiano das civilizações que o adotaram , influenciando de certo modo na maneira de pensar e agir desses povos .

            As cartas, elementos de composição do baralho, lançadas à mesa, revelam jogadas, prevêem o futuro, transformam-se em espetáculo, criam identidades de povos e culturas e são projetadas para uma visão futurista da modernidade tecnológica. 

            Jogos a parte, seja no tradicional ou no moderno, o baralho ganha cada vez mais   adeptos pelo mundo. Não há limite de idade para entrar nessa brincadeira, seu universo  lúdico é fascinante e logo, logo, todos se divertem na brincadeira do baralho, pode ser jogado sozinho, com outra pessoa ou em grupo, há jogos para todas as idades, da criança ao adulto, para todos os gostos, para todos os fins, todos se descontraem, distraem, brincam, criam e recriam jogadas à sua maneira. Esse clima envolvente embaralha e espalha alegria nessa gente fazendo perpetuar a cultura do jogo de cartas nesse mundo da distração. Sua diversidade em quantidade de cartas, cores, formas, números, imagens, símbolos e regras, inventados e  reinventados, criados e recriados para finalidades adversas, permanecem vivas na cultura do coletivo  humano transmitido de geração a geração. Essa concepção remonta sua origem, que não se sabe ao certo onde teria surgido, alguns apontam pra diversas culturas, sendo chineses, indianos e árabes, mas foi na Europa que se popularizou e espalhou-se pelo resto do mundo. Há vários tipos de baralho e jogos praticados pela humanidade, mas o fascínio pelo jogo de cartas ainda prevalece. Quem um dia não quis brincar de baralho? Quem nunca quis num jogo mostrar à melhor jogada pra ganhar? Quem nunca teve a curiosidade de ver seu futuro revelado nas cartas de tarô ou baralho cigano? Quem nunca se maravilhou com o ilusionismo e quis desvendar o segredo das cartas de um mágico? Quem que nunca teve a curiosidade pra arriscar uma aposta num jogo de pôquer? Alegria... Alegria...Viva a mente humana, máquina de criar sonhos. 

            Nos bastidores da trapaça, as cartas, elemento enigmático e místico do baralho, ganham vida e se transportam para o mundo da arte e da ficção, personificados ou não, surpreendem e mexem com os sentimentos mais íntimos e ocultos do ser humano, embaralham sua cabeça. Nas telas do cinema, nos palcos do teatro e na literatura a simbologia das cartas são encenadas num jogo enigmático e sedutor em que a emoção se sobressai sobre a razão e vislumbra destinos traçados pelas previsões narradas nas faces de uma carta, é o jogo da sedução, do amor , do negócio -  é a arte movendo a vida - se mostrando e se exibindo nas diversas formas do pensar e agir. E, é com essa atmosfera de misticismo, revelação e evolução do baralho e sua influência no comportamento das sociedades através dos tempos que contaremos sua saga, uma verdadeira odisséia - do oriente ao ocidente, do sagrado ao profano tudo é mistério e sabedoria . Passado, presente e futuro revelados na avenida do samba. Baralho, história milenar de uma arte, religião ou ofício de ludibriar, confundir a mente humana? Façam suas apostas, pois o Coringão vai te surpreender com uma jogada de mestre para vencer este jogo na passarela do samba.  Tudo é possível, surpreendente e revelador aos olhos do Coringa, pássaro que tudo vê.

            Então venha! Venha se embaralhar aos naipes na avenida faça seu jogo, dê sua cartada, faça sua corte, o seu reinado, torne-se rei, dama, valete, coringa, seja de copas, de ouro, de paus ou espadas, vista sua fantasia e caia na folia. Viva a magia do baralho no carnaval! Viva a magia do jogo de cartas na avenida!        

 

           

 

 

 

 

 

 

1º SETOR

JOGADAS DE MESTRE

 

            Hoje somos o Baralho Gavião, somos coringa, elemento surpresa das melhores jogadas,  que lança  suas cartas sobre a avenida para relembrar com orgulho das grandes jogadas de mestre dos nossos inesquecíveis carnavais, cartas que guardamos como troféus, somos jogadores alados que ao longo dos tempos construímos nossas melhores jogadas  eternizando nosso Baralho Gavião. O fascínio pelo jogo abriu as portas para a fiel torcida apresentar o universo lúdico dos jogos de baralho, o surgimento dessas cartas ao longo do tempo marcou o universo da brincadeira intelectual humana. O baralho fascina por ser um jogo enigmático, envolvente que se transfigurou mundo afora, cada vez mais criando novos jogos com inteligência humana, os mestres embaralham a cabeça para formar muitas jogadas num jogo que apresenta 52 cartas, distribuídas em 4 grupos, chamados naipes (espada, paus, copas e ouro). Cada naipe contém 13 cartas, sendo 9 cartas enumeradas de 2 a 10, e 4 cartas figurativas representado pelo  ÀS (A), Valete(J), Dama(Q) e Rei (K) e , além dessas cartas, alguns baralhos apresentam um par de cartas em especial os Coringas ou Joker carta essa que irá se transformar em central para se metamorfosear em Gavião Coringa para juntos sobrevoarmos a avenida no encanto do baralho.

            Segundo relatos históricos sobre a origem do baralho, acredita-se que tenha surgido com   formas e épocas diferentes e em diferentes culturas, há indícios no oriente médio e outros na China, Índia e se espalhou pelo mundo. Chegando a Europa.  O Francês Jacquemim Gringonneur sob a encomenda do Rei  Carlos VI  da França  criou o baralho onde as cartas representariam  a divisão da sociedade francesa através dos seus naipes, copa o clero, espada a nobreza, paus os camponeses, e ouros a burguesia. Muito tempo depois, atribuíram-se ás cartas, figuras representando personalidades históricas e bíblicas, as quais:

 

Rei de Ouros - Julio César, geralmente portando um machado que simboliza as legiões romanas

Rei de Espadas - o rei israelita Davi;

Rei de Copas - o rei Carlos Magno;

Rei de Paus - Alexandre, o Grande;

Dama de Espadas - A deusa grega Atena;

Dama de Copas - Judite, personagem bíblica católica;

Dama de Paus - Elizabeth I da Inglaterra

Valete de Ouros - Heitor, Príncipe de Tróia;

Valete de Espadas - Hogier, primo de Carlos Magno;

Valete de Copas - Le Hire (Étienne de Vignolles);

Valete de Paus - Sir Lancelot

O coringa ou joker - representaria os palhaços dos jograis realizados nos castelos medievais.

            Ah! E por falar em Coringa, elemento surpresa do jogo, conta à história que ele só apareceu por volta de 1860. E tudo indica que ele fazia parte do jogo popular chamado "euchre", que posteriormente foi substituído pelo jogo "bridge". No euchre havia uma carta conhecida como imperial Bower ou Best Bower, carta que no jogo vence todas as demais. A palavra Bower é uma transformação da palavra alemã usada em Alsace, região da França onde se originou o Euchre ou Jucker , palavra comum para Jack (Valete), daí os baralhos começaram a incluir essa carta especial chamada Imperial Bower nos seus jogos, que posteriormente evoluiu para coringa ou Joker.

            Atualmente, o coringa ou joker  é a carta do baralho, que em certos jogos, muda de valor conforme a combinação das cartas que o jogador tem em mãos. É uma carta de conteúdo especial, seu símbolo é um palhaço estilizado, às vezes com escrito em inglês joker.

            Fora do jogo, no Brasil, a palavra coringa, ganha significados diversos, assumindo valores semânticos na linguagem popular, como por exemplo, pessoa que atua em várias posições no futebol, sendo elemento surpresa fazendo a diferença no jogo.

            E pra quem quer se aventurar nesse jogo de cartas e não se embaralhar é bom aprender alguns vocábulos comuns entre os jogadores: arriar é por sobre a mesa os jogos prontos; bater é descer todas as cartas sobre a mesa; comprar é usar o monte onde as cartas estão amontoadas, cortar... e assim vai o baralho criando sua linguagem e divertindo pessoas.

            Esparramando-se de mesa em mesa, o baralho foi conquistando público cativo e fazendo parte da cultura de muitos povos, transformando-se num jogo popular. Há baralho de várias formas e modelos, porém o mais comum é o baralho inglês com 52 cartas, mas há o baralho francês e  lusófono, esses com 52 cartas; o baralho ítalo espanhol com 40 cartas, baralho tarô com 78 cartas e há também baralhos personalizados, enfim de qualquer forma e modelo o baralho encanta e seduz multidões.  

            Então imagine a quantidade de jogos que se pode formar através de suas cartas. E você conhece algum tipo jogo? Já se aventurou em algum? Quer conhecer? Então venha para avenida e brinque com a Gaviões e divirta-se com estes jogos:

Bisca, Boliviana, Buraco, Cabum, Casino, Dez famílias, Escopa, Klondike paciência, Lift Smoke, Loba, Mau mau, Mico, Monte inglês, Napoleão, Onze Fechado, Pac. Napoleão, Pif paf, Poch, Pôquer, Posso?, Relógio, Rolling Stone, Sessenta e seis, Sete e meio, Sueca, Tranca, Tric tric, Troca troca, Truco europeu, Truco paulista, Vinte e um, Whist.

            Agora é só escolher seu jogo e tornar-se um mestre na arte de jogar.

            O baralho é fantástico!  

        

 

2ª SETOR 

Nas cartas – o futuro

 

            O baralho, que no princípio surgiu como instrumento de entretenimento e diversão, agora ganha uma nova dimensão astral na mente humana. São os jogos divinatórios, o poder de revelar o futuro através das cartas.

            Quem nunca quis saber com antecedência o seu destino? Quem nunca se sentiu tentado em prever seu próprio futuro?

            No passado, já  se concebia na sociedade essa prática, e  assim o baralho se transfigura e transforma-se em  oráculo, revelador de cenas inusitadas e até trágicas, ganha notoriedade no campo da sabedoria popular. Surgem baralhos específicos para esse tipo de jogo divinatório e aparece no cenário pessoas capazes de ler no conjunto de cartas o destino - a cartomante.

            Quer se aventurar nesse enredo e revelar seu próprio futuro? 

            A Gaviões te leva a esse universo emocionante e fará a previsão certa de que a alegria reinará neste carnaval!

            Será o baralho cigano ou o tarô a revelar essa façanha?

            Madame Lenormand, a inventora do baralho cigano, o mais famoso, estará na avenida do samba... prevendo a todos a grande alegria do carnaval!

            São 36 cartas que compõem  o baralho cigano. Aos quatro naipes relaciona-se os quatros elementos da natureza: água, terra, fogo e ar e representam respectivamente a emoção, a matéria, o espírito e a razão. 

            No tarô, o tarólogo trabalha com 78 cartas, chamados de arcanos que se encarregam de revelar o destino, dividindo-se em arcanos menores e maiores.  O arcano regente  de 2014 é o "Carro", símbolo do deslocamento, da tecnologia e da evolução do pensamento e mesmo das condições favoráveis ao conforto e subsistência humana.

            De qualquer forma e maneira a sorte está lançada e que a alegria reine neste carnaval! 

 

 

3º SETOR -

As cartas na arte e na ficção - Em cartaz um espetáculo mágico!

 

            Em cartaz na passarela do samba... O baralho!

            Retire sua carta, segure-a firme, ela será seu passaporte para o mundo encantado da arte e da ficção! Você vai se impressionar com esse espetáculo de pura magia e encanto é o baralho no palco da alegria!

            Seja nas telas do cinema, nas páginas de um livro, na cartola de um mágico ou em truques simples de amadores e crianças, as cartas do baralho fascinam e proporcionam momentos de  alegria e diversão.

            Baralho Bisote ou Stripper Deck e o baralho Rádio fazem  o espetáculo no mundo das mágicas. Mãos habilidosas hipnotizam olhares através de um caleidoscópio de naipes, números e cores.

            O baralho se espalha no mundo artístico e vai parar nas telas do cinema. Diversos filmes já tiveram como personagens os naipes do baralho para compor suas tramas. 

            Da imaginação fértil de escritores, o baralho comparece na literatura em diversos gêneros narrativos, e passam a fazer parte de histórias cômicas e até dramáticas, mas isso é um capítulo à parte deste andarilho das artes.

            E assim, ele dá seu show e faz o grande espetáculo!

 

 

 

4º SETOR

 A outra face do baralho - O macabro

 

            Nas suas andanças, o baralho caminhou em direção das trevas e se abrigou nos lugares mais sombrios da mente humana. Dessa vez, torna-se instrumento propagador de ideologias.

            Das suas simbologias surgem interpretações aterrorizadoras capazes de provocar pavor e medo a qualquer desavisado.

            Então cuidado, porque as cartas revelam a outra face do baralho - o macabro, o diabólico. Será o baralho uma semente do mal? Façam suas apostas, porque o jogo pode ser fatal!

            Tudo começou pela teoria do fim do mundo em 2012 previsto pelo calendário Maia. Nessa onda de prever o fim do mundo, os Illuminati, dão continuidade a essa ideologia, porém com base na teoria da conspiração, também conhecida como a Nova Ordem Mundial.

                Os Illuminati, baralho inventado por Steven Jackson , traz à luz do saber ideologias que tratam da reconstrução do mundo através da redução do número de pessoas  na Terra. Verdade ou mentira, esse jogo ganhou  adeptos e credibilidade por parte de seus apreciadores. Uma de suas cartas prenunciava tragédias nos EUA, essa teoria ganhou força com o atentado terrorista as torres do World Trade Center. Tragédia anunciada nas cartas do baralho Illuminati.

 

           Anterior aos Illuminati, na guerra do Vietnã, os EUA usou como símbolo do agouro o Às de espadas - a carta da morte. A maldição ronda o baralho e ele torna-se o vilão dessa história, uma vez que os soldados americanos colocavam uma carta de baralho na mão do inimigo morto. Em uma forma de guerra psicológica os americanos lançavam baralhos alterados com mais ases de espada sobre áreas de atividade dos vietcongs para atemorizá-los.

 

          Para os religiosos é um jogo que semeia discórdia e tem interpretação diabólica, voltado para criar confusão e disseminar o ódio e o vício do jogo. Porém no século XVII atribuíram-se significados específicos às cartas com figuras, representando personalidades históricas e bíblicas.

 

 

São elas:

 

 

Rei de Ouros - Júlio César, geralmente portando um machado que simboliza as legiões romanas;

Rei de Espadas - o rei israelita Davi;

Rei de Copas - o rei Carlos Magno;

Rei de Paus - Alexandre, o Grande;

Dama de Ouros - Raquel, esposa de Jacó;

Dama de Espadas - A deusa grega Atena;

Dama de Copas - Judite, personagem bíblica católica;

Dama de Paus - Elizabeth I de Inglaterra;

Valete de Ouros - Heitor, Príncipe de Tróia;

Valete de Espadas - Hogier, primo de Carlos Magno;

Valete de Copas - La Hire (Étienne de Vignolles);

Valete de Paus - Sir Lancelot.

 

 

            Então, baralho do mal ou do bem?

          É comum em muitos lares o uso do jogo como passatempo e brincadeiras inocentes. Outros, no entanto, ainda não conseguiram LARGAR antigos vícios. Terminam por produzir testemunho negativo junto aos incrédulos, que insistem em afirmar igualdade de comportamento com os filhos de Deus. Ao serem advertidos, reafirmaram a inocência de tal proceder. (não há nenhum pecado num simples jogo de cartas entre pessoas DE FÉ), dizem. Mas o significado da própria palavra baralho, contesta tal afirmação. A palavra significa: confusão, conflito, desordenar, embaralhar. Tal significado seria suficiente para a não existência de baralhos em  lares de cristãos, crentes,  pessoas de fé !

 

           Façam suas apostas e tente revelar o lado oculto das cartas!

 

 

 

 

 

5º SETOR

 A GRANDE CARTADA - FAÇAM SUAS APOSTAS

 

            Estamos em pleno século XXI e o baralho passeia por este mundo moderno, as cartas, agora são virtuais e um simples toque na tela do computador pode se transformar numa grande jogada de mestre. 

            O jogo de cartas se modernizou  e a grande cartada na atualidade é o pôquer. Façam suas apostas, mas desta vez no mundo cibernético.

            Sua origem é controversa, alguns afirmam que surgiu nos EUA, por volta de 1934 na região do Mississipi,  e teve como nome o jogo da trapaça, mas há quem afirme que sua origem pertença à Dinastia Sung, na China, no século X,  outros apostam sua origem no jogo Persa chamado "As Nas", do século XVI, contudo todos convergem ao jogo pôquer, que no princípio foi considerado vilão, por ser um jogo ilegal de habilidade e azar. Atualmente, ganhou um universo imponente de luxo, dos cassinos entre apostas altas, adentrou o mundo moderno da internet abrindo um divertimento online conectando virtualmente multidões fascinadas pelo pôquer, então se torne um “star no poker”!

            Vamos ao jogo, com cinco cartas "o stick", aposte o "pingo", vamos com sete cartas, tem também o "high-low" e o pôquer fechado. Sempre estabeleça o cacife.

            O carteador lança à mesa, têm pôquer com coringa, pôquer miséria "quem dá manda", na TV tem o pôquer Texas Hold'em.

            Quer ser blefador, escuro ou kicker?

 

            A Gaviões dá a cartada de ouro e faz a apoteose do pôquer na avenida!   

 

            Avante Fiel Torcida! Viva o jogo!  Viva o sonho de ser o melhor!!

 




Publicidade
 

 

Sede: Rua Cristina Tomaz, 183 - Bom Retiro CEP: 01129-020 - São Paulo - SP - Brasil - Tel.: (11) 3221-2066