WAGNER LIMA, PRIMEIRO MESTRE-SALA, CONTA SUA TRAJETÓRIA NOS GAVIÕES

Nome: Wagner Lima de Araújo

Idade: 38 anos

Profissão: Encarregado de Logística

Formação: Logística

Hobby: Futebol, dança e ouvir música

Como chegou aos Gaviões da Fiel?

Cheguei nos Gaviões como todos, indo aos jogos e consequentemente, durante essa caminhada, conheci a quadra dos Gaviões.

Qual é sua função? Já quanto tempo você desfila?

Sou o 1º Mestre-Sala desde 2015. Tenho a honra de ser o guardião do nosso grandioso Pavilhão.

Com 21 anos comecei desfilando como folião. Depois de alguns anos, fui convidado para trabalhar com o Banana (fornecedor de roupa) e nossa eterna Tia Lili (departamento Vip) como chefe de Ala. Passei por setores na entidade como apoio de Harmonia, Harmonia e Diretor de Harmonia e hoje tenho a honra de ser o 1º Mestre-Sala. Antes de chegar à posição, fui Mestre-Sala de shows e passei pela terceira e segunda posição. No ano passado, tive o sonho realizado ao chegar em primeiro.

Como é pisar no Anhembi representando o torcedor corinthiano?

Me sinto um integrante do departamento de bandeiras, que leva nossas faixas, bandeiras e instrumentos para incentivar e fazer aquela festa para nosso glorioso Corinthians nas arquibancadas. É uma honra poder representar com minha dança o nosso amor, alegria e fé pela razão da nossa existência.

Qual é o título do Corinthians que você guarda no coração?

Cara, não da para escolher um título do coração, eu guardo todos porque sei que com o Corinthians campeão, nosso povo sofrido vai estar feliz.

O que espera do Time do Povo em 2017?

Espero no mínimo respeito, garra e amor por essa camisa, por essa nação e por esse time.

Uma frase que leve para vida:

Frase que levo para vida. Que seja o que Deus nos permita na caminha. Sempre correndo um dia após o outro em busca de dias melhores.

Qual sonho ainda não realizou?
Não tenho muitos sonhos, um já realizei que é ser Mestre-Sala dos Gaviões. Mas, um sonho que eu queria ver é uma sociedade melhor para todos e não ver ninguém morando na rua, sem condições básicas de sobrevivência.

Como será sua rotina no dia 24 de fevereiro?

No dia 24 fico em casa, pego licença do trabalho, fico de boa no barraco me concentrando e a tarde sigo para encontrar a Drika e daí começo a preparação da fantasia e para a hora do desfile.

Deixe seu recado para o bando de loucos.

Antes, quero agradecer pela oportunidade de falar aqui um pouco da minha trajetória nessa escola da vida que me ensinou com várias situações que levo pra vida no meu dia a dia. Quero falar para essa nação que o trabalho foi feito, que estamos preparados para mais uma batalha e que juntos somos mais forte. Vamos todos mostrar a esse mundão o nosso amor, alegria e garra pela razão da nossa existência e nossa querida entidade… Valeu Família Gaviões da Fiel Torcida.